• Banner Audiência Pública

GOVERNO

11/03/2019 14:03

BA-099: Número de acidentes diminui durante o carnaval

As concessionárias sob controle do grupo Invepar registraram um carnaval mais seguro nas estradas. Ao todo, houve uma redução de 13% em acidentes, com queda de 17% entre os que tiveram vítimas fatais.  Durante o feriadão, a Concessionária Litoral Norte (CLN) registrou uma redução de 33,3% no número de colisões em relação ao ano passado na BA-099, que compreende a Estrada do Coco, caindo de 15 para dez. Ao todo, mais de 190 mil veículos passaram pela região entre os dias 1º e 6 de março.

A CLN atendeu a 59 veículos enguiçados ou com pneu furado ao longo da estrada, resgatando-os com guincho ou realizando o reparo no próprio local. Todos os atendimentos foram feitos gratuitamente pelo telefone 0800-071-3233. Os viajantes também puderam acompanhar o tráfego da BA-099 em tempo real através do Twitter (@litoralnorte) e do site da concessionária: www.clnorte.com.br.

No sentido Aracaju, os picos de tráfego aconteceram na sexta-feira (1º), das 10h às 13h; no sábado (2), das 9h às 12h; e no domingo (3), das 9h às 12h. No sentido Salvador, os dias com maior movimento foram terça (5), das 15h às 19h, e quarta (6), das 11h às 16h.

Sobre a CLN 

A Concessionária Litoral Norte, uma empresa Invepar Rodovias, faz a gestão da rodovia BA-099, que compreende a Estrada do Coco (a partir do km 7,5) e a Linha Verde, conectando Lauro de Freitas até a divisa dos Estados da Bahia e Sergipe, com extensão total de 217 km, entre 183 km de rodovias e 35 km de vias de acesso. A empresa presta serviço para o Governo do Estado da Bahia e é fiscalizada e regulamentada pela AGERBA (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia). Atualmente a Concessionária gera cerca de 300 empregos diretos e indiretos e já repassou mais de 23 milhões de reais em impostos para os municípios da região.

Fonte: Ascom / Concessionária Litoral Norte

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.